Costa riquenho fez a festa em Castelo Branco

Gabriel Rojas veio da Costa Rica para se tornar o vencedor da mais importante prova Sub 23 portuguesa. O ciclista da formação espanhola Essax teve de estar muito atento na última etapa para segurar a Camisola Amarela Sociedade Ponto Verde que vestira na véspera na Serra de São Macário. À partida, em Gouveia, para os últimos 150 quilómetros Rojas tinha apenas 11 segundos de vantagem sobre Hélder Gonçalves (Kelly/Simoldes/UDO) mas a derradeira etapa correu-lhe de feição e em Castelo Branco festejou, aos 22 anos, o primeiro grande triunfo numa prova de vários dias na Europa.


"Estou muito feliz. Foi uma corrida muito dura, não havia tempo para se estar tranquilo. É uma corrida muito bonita e bem organizada", começou por explicar o campeão da prova. "Nunca tinha vencido uma Volta tão grande como esta". O ciclista de 22 anos integrou uma das cinco formações espanholas que estiveram na prova portuguesa, considerando-a importante na primeira conquista europeia e que servirá de apresentação para o currículo que deseja preencher com muitos títulos. O triunfo foi dedicado a todos os que o ajudaram na Essax.

Início ventoso e com surpresa no final

A ligação entre Gouveia e Castelo Branco começou com a subida para as Penhas Douradas (segunda categoria). Momento complicado. O vento forte criou muitas dificuldades ao simples ato de manter a bicicleta direita e as tentativas de fuga não resultavam. Se houve muito sofrimento no pelotão com o vento, a situação foi amiga de Rojas e da Essax que defendia a liderança. "Na primeira subida havia um vento incrível. Mas assim não houve tantas fugas e tive equipa para neutralizar as que aconteceram. O vento foi meu amigo", disse a sorrir.

Uma movimentação que chegou a ter seis ciclistas acabou por vingar, ainda que só dois ficariam na frente. Afonso Silva e António Ferreira, ambos da Kelly/Simoldes/UDO, uniram esforços e estiveram muito tempo na frente, nenhum deles era ameaça a Rojas, pois da equipa era Hélder Gonçalves quem o Camisola Amarela tinha debaixo de olho.

Afonso Silva ficaria depois sozinho, após cumpridos 60 quilómetros e teve, mais tarde, a breve companhia de Rodrigo Caixas (LA Alumínios-Credibom-Marcos Car), que acabaria por ser o último resistente. Porém, o pelotão deu sempre mostras que não estava muito disponível para surpresas e a expectativa apontava para uma chegada ao sprint como é habitual acontecer no empedrado da Avenida Nuno Álvares na cidade albicastrense.

Raul Casalderrey (Supermercados Froiz) não se conformou com a ideia e perto da marca dos 10 quilómetros para a meta tentou a sorte. Ganhou ligeira vantagem e inesperadamente foi aumentando. Afinal houve mesmo surpresa! O pelotão ficou a oito segundos do espanhol na meta sem que as classificações das diversas camisolas se alterassem.

Até à Volta…

A prova dos Sub23 terminou com 545,6 quilómetros divididos por quatro etapas, com quatro vencedores diferentes e uma luta intensa pela vitória na geral que ficou para Gabriel Rojas que além de conquistar a Camisola Amarela Sociedade Ponto Verde vestiu também a Azul PSG da Montanha. Pedro Silva (Glassdrive/Q8/Anicolor) foi o mais regular ao longo da prova e venceu a Camisola Verde CMTV dos pontos, enquanto Alexandre Montez (LA Alumínios-Credibom-Marcos Car), triatleta que anda a experimentar as emoções do ciclismo, ficou com a Branca Exclusivagora da juventude (ciclistas nascidos a partir de 1 de janeiro de 2002). A espanhola Bicicletas Rodriguez/Extremadura - que incluiu dois corredores portugueses - ganhou por equipas.

Depois desta iniciativa que contou com o grupo Cofina (CMTV, Correio da Manhã e Record) como Media Partner, a Podium prepara a mais emblemática prova de ciclismo nacional, a 83ª Volta a Portugal em Bicicleta que se corre entre 4 e 15 de agosto.





Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square